TREINAMENTO DE CÃES DE BUSCA E RESGATE


DICAS PARA O TREINAMENTO

 

Socialização - Treinando sem guia

Cheiro

Artigo de Cheiro

Documentação - O mal necessário

Figurantes

Controle de Guia

Glossário - Termos em inglês

Termos que foram adotados nos treinos no Brasil

Rádio Comunicação - Código “Q”

Alafabeto Fonético Internacional - Usado em radiotelefonia

 


 

Socialização - Treinando sem guia

 

Muitos instrutores, durante os últimos anos, têm comentado sobre o número de treinadores, que tiveram problemas com cães tímidos, assustados ou excessivamente distraídos com influências exteriores. Isso pode se tornar um grande problema quando o cão estiver trabalhando em casos reais.
Se o seu cão fica extremamente distraído por influências exteriores, isso pode fazer com que ele desista, ou não dê uma indicação precisa sobre onde está a trilha, ou sobre onde o sujeito está. Na maioria das vezes, um cão com esse tipo de problema, indica falta de treinamento.    
Como treinadores de Bloodhounds de Busca, algumas vezes nos esquecemos que uma das partes mais importantes do treino não inclui o peitoral.
Durante a carreira inteira do cão, precisamos reforçar continuamente a sua adaptação à tantas influências exteriores quanto possível.
Devemos conseguir reconhecer as fraquezas dos nossos cães. Espera-se que seu cão tenha sido bem adaptado desde filhote mas, algumas vezes, nossos parceiros precisam ser readaptados.
Lembre-se de que, como em qualquer treinamento, sua imaginação é o seu limite. Então, deixe o peitoral pra trás e vá dar uma volta!
Essa é a hora para seu parceiro e você construírem aquela confiança um no outro. Apenas lembre-se, dê seus passeios onde as distrações estão. Vá a lugares como postos de gasolina, depósitos, aeroportos, construções, estábulos, canis, shoppings etc. Deixe o cão se familiarizar com todas as visões, sons e cheiros, enquanto você o encoraja a ignorar a distração ou a checá-la para que seu medo diminua.
Se você adaptar seu parceiro às influências exteriores, ele poderá trabalhar com poucas ou nenhuma distração. Você perceberá como será muito mais fácil ler seu cão, assim como seu cão trabalhará as trilhas com muito mais facilidade.  

******* LEMBRE-SE, VÁ PASSEAR *******

 

 

BY TERRY DAVIS - COPYRIGHT© 1999

Tradução: Ana Beatriz Albernaz

 


 

Cheiro



O que é cheiro? O cheiro foi definido pelo Dicionário Webster como:
 >>> Um odor distinto, um perfume, um odor deixado pela passagem de um animal, a trilha de um animal caçado ou um fugitivo, o sentido do olfato, a dica de algo eminente.
Essa definição funciona bem para o pessoas leigas. Mas ,o que é cheiro para um treinador? O objetivo deste texto é explicar, de forma simples, o que é cheiro; de onde vem e do que é composto.
Vamos examinar inicialmente o cheiro humano. Todos nós estamos morrendo. É isso mesmo, nós derramamos células mortas da pele conhecidas como rafts. Conforme derrubamos essas células mortas elas estão sujeitas a uma variedade de fatores ambientais. Por exemplo, o clima tem um papel importante na expectativa de vida das rafts. Se estiver extremamente quente, a ação bacteriana na raft vai fazê-la deteriorar numa taxa mais rápida do que se estivesse frio ( pense em um bife deixado no sol em vez de no freezer). Se estiver molhado, a ação bacteriana será potencializada. Outros exemplos de como o clima afeta rafts serão discutidos em outro texto.
Conforme as bactérias agem sobre as rafts, gases são liberados. Esse gás nos dá o cheiro. No Brasil estamos adotando a sigla PDC (Partícula de Decomposição Celular) para denominar esses odores.
Nesse ponto você está provavelmente dizendo para você mesmo: “…ok, grande coisa, muitas coisas liberam gás ou talvez um cheiro ou um vapor – o que faz o cheiro humano tão único?” Bem, vamos examinar mais de perto.
Nós sabemos que cada cheiro humano é exclusivo daquele individuo em particular. Você já ouviu os axiomas antigos: “… duas pessoas no mundo não têm a mesma impressão digital” ou “... dois flocos de neve não são iguais” No caso de um cão, duas pessoas não têm o mesmo cheiro, nem mesmo gêmeos idênticos!


O que determina um cheiro humano?


>>> DNA,Cultura,Dieta,Uso de tabaco,Higiene,Vestimenta,Moradia.
Se examinarmos esses fatores, nós percebemos que individualmente ou coletivamente as combinações são infinitas. Então cada um de nós tem um cheiro individual.
Vamos continuar e falar sobre algo que pode ser encontrado nessas células de pele mortas ou rafts. E teria que ser suor. Um ser humano comum produz ,em media, de 900 a 1400 ml de suor num período de 24 horas. O que é encontrado no suor ?
>>>Cloro, Sodio, Potássio, Uréia, Cálcio, Magnésio, Fosfato,  Sulfato, Iodo, Compostos de nitrogênio, Bicarbonatos, Lipídios, Açúcares, Vitaminas Metabolizadas, Hormônios.
Três tipos de suor são excretados pelo corpo humano. Eles são:
>>>Eccrim: Esse tipo de suor é termoregulador, portanto o calor é o seu maior estímulo. Comidas apimentadas também podem disparar esse suor. As glândulas de suor Eccrim são encontradas em todo o corpo.
>>>Ematron: Este tipo de suor pode ser encontrado sendo excretado da testa, palma da mão e axila. Stress emocional é o disparador do ematron.
>>>Apocrina: Este tipo de suor é disparado por medo ou apreensão. Apocrina é também excretada pelas axilas, palma das mãos, virilha e sola dos pés.
É interessante notar que estudos revelaram que Apocrina é um intensificador de cheiro e não um cheiro em si. Esta deve ser a razão pela qual um cão fareja mais facilmente um ladrão de banco ou um hicker (pessoa que faz caminhada forte em trilhas no meio do mato) em comparação com alguém com doença de Alzheimer. Estudos científicos também determinaram que alguns humanos têm mais glândulas sudoríparas que outros. As variações raciais acontecem da seguinte maneira:

  • Negros – têm o maior número de glândulas
  • Brancos – têm quantidades regulares
  • Asiáticos – têm o menor número de glândulas
Agora que você sabe de onde vem o suor – vamos sair e treinar nossos cães!

 

 

BY TERRY DAVIS - COPYRIGHT© 1999

Tradução: Ana Beatriz Albernaz

 


 

Artigo de Cheiro


O artigo de cheiro pode ser ou a chave para o seu sucesso, ou o start para o seu erro.
           
Artigos de cheiro parecem ser uma parte muito insignificante do treino. Todos percebem quão bem o cachorro foi na trilha, com as distrações, contaminações, tempo etc. Algumas vezes esquecemos que se há um pequeno problema com o artigo de cheiro, ele pode confundir o cachorro completamente. Nós vemos a maioria dos treinadores, especialmente no treino, sendo desleixados com relação à coleta e manuseio do artigo de cheiro. A maioria das vezes não faz diferença e o cachorro trabalha a trilha bem, e isso é o que causa o problema.
            Já que o treinador teve sucesso no treino e em casos, ele nem considera que ele pode ter bagunçado o artigo de cheiro quando o seu cachorro não tem sucesso numa trilha. Como um grande amigo meu sempre diz: “consistência”, esta é a chave para o sucesso. Nos treinos, devemos utilizar artigos de cheiro contaminados, artigos de cheiro difíceis, artigos de baixa qualidade etc. Estas são situações controladas, e é feito para que saibamos como lidar com elas, se nos depararamos em um caso real.
            É muito fácil ter uma trilha inconclusiva ou sem sucesso em um caso real. Se você quer ter uma taxa maior de sucesso você precisa se prevenir contra esses maus hábitos preguiçosos, ou nunca adquiri-los pra começar.
            Quando se trata de artigos de cheiro, você deve voltar ao básico e utilizá-lo todo o tempo. Todo cuidado é pouco com relação a aumentar a probabilidade de sucesso do seu cachorro. Lembre-se que seu cachorro depende de você para ter melhores chances de uma trilha bem sucedida.

O artigo de cheiro é : a CHAVE que abre a FECHADURA para o PRÊMIO!
                                   A chave é o artigo de cheiro
                                   A fechadura é a capacidade / atitude do cachorro
                                   O prêmio é a pessoa pela qual você está procurando.
De volta ao básico.
O que podemos usar como artigo de cheiro?

  • É simples, qualquer coisa com a qual o sujeito esteve em contato. Os itens mais preferíveis são os que pertencem ao sujeito, mais porosos, preferencialmente roupas da cintura para cima, lençóis nos quais o sujeito dormiu etc.
  • O que mais pode ser usado? Qualquer coisa: escova de dentes, dentaduras, bituca de cigarro, chave do carro, volante do carro, fralda suja, cabelo, líquidos corporais, roupas de um estupro (eliminando a vítima), coisas com as quais esteve em contato: maçaneta da porta, caixa registradora, itens pessoais da vítima (que foram tocados). Estes são apenas alguns. Você pode organizar seu treino para usar alguns desses quando estiver treinando. Desta maneira você poderá mostrar provas no tribunal de que seu cachorro é capaz de utilizar esses itens e de ter sucesso ao completar essas trilhas.
  • Como coletar artigos de cheiro? É aqui que voltamos ao começo do texto. Você precisa aprender a técnica e ser fiel a ela (em treinos e em casos reais). Consistência. Faça o mesmo toda vez, não importa quão simples é o cenário. Você está sendo muito cauteloso? Pode ser, mas não é melhor do que ter muitas falhas e possivelmente confundir o cachorro?
  • Se você utilizar o lugar em que o sujeito alvo foi visto por último, alguém precisa marcar um perímetro em torno do lugar até que o Bloodhound chegue para começar a trilha. Isso para que ninguém caminhe na área e a contamine.
  • Se for um item que seja impossível de ensacar, alguém deve proteger o perímetro em volta do item, até que o treinador possa chegar lá e iniciar o cachorro. A outra opção é ensacar o artigo, não permitindo que ninguém entre em contato com o item, preservando o cheiro. Isso pode ser feito utilizando um saquinho ziplock limpo. Vire ele do avesso sobre a sua mão, colete o item e, com a sua outra mão, puxe o saquinho sobre o item e lacre-o. Isso deverá ficar em posse de quem coletou até que seja entregue ao treinador. Isso só deve ser feito se for impossível preservar o artigo até a chegada do treinador para que ele mesmo o faça, o que é preferível.Se for um item grande e for requisitado um saco de papel, você pode utilizar um saco de papel limpo, ou um saco de lixo (mas não um saco de lixo que contenha odores ou fragrâncias). Você deveria ter seus próprios sacos plásticos, ou ler informações sobre os conteúdos para ter certeza.
  • A técnica final é utilizar uma gaze esterilizada. Deixe-a repousar no local que contém o odor por alguns minutos, ou esfregue a gaze no local (nunca entrando em contato com a gaze), então ensaque, como dito anteriormente.

Se o artigo de cheiro for preservado e coletado corretamente, seu cachorro tem melhores chances de completar uma trilha com sucesso.

NÃO ADQUIRA MAUS HÁBITOS! SE ADIQUIRIU, PARE, PENSE E VOLTE A SER PROFISSIONAL. A VIDA DE ALGUÉM PODE DEPENDER DISSO.

 

 

BY TERRY DAVIS - COPYRIGHT© 1999

Tradução: Ana Beatriz Albernaz

 


 

Documentação - O mal necessário

 

Por que perder tempo anotando tudo, quando você poderia estar trabalhando seu cão?
ISSO É O QUE PRECISA SER FEITO, ENSINAR NOSSOS CÃES E A NÓS MESMOS COMO ACHAR ALGUÉM.
Essa parece a situação ideal. Mas sabemos, ou deveríamos saber, que não é bem assim. Finalizado um curso, você sempre se lembra de tudo o que foi dito, mostrado ou visto? Para ser bom, eficiente, confiável, acreditado, e CONSISTENTE , você precisa de documentação. Até mesmo os que ficam buzinando na sua orelha para que você faça anotações, não anotam o suficiente.

Por todos esses benefícios da documentação, não é tanto esforço ANOTAR TUDO.    

  • DOCUMENTAÇÃO O AJUDARÁ A MANTER UM PROGRAMA DE TREINAMENTO
  • DOCUMENTAÇÃO PERMITIRÁ QUE VOCÊ MOSTRE/PROVE EM QUE NÍVEL VOCÊ ESTÁ.
  • DOCUMENTAÇÃO VAI MOSTRAR AS FRAQUEZAS DA DUPLA
  • DOCUMENTAÇÃO AJUDARÁ NA LEITURA DO CÃO
  • DOCUMENTAÇÃO SERÁ NECESSÁRIA PARA TRABALHO DE BUSCA E RESGATE OU TRABALHO DE POLÍCIA, SE VOCÊ DECIDIR POR ESSA ÁREA
  • INFORMAÇÃO NECESSÁRIA: TEMPO, DATA, TERRENO, CLIMA, CONTAMINAÇÃO, INFORMAÇÃO SOBRE O FIGURANTE, PROBLEMAS DA TRILHA, INFORMAÇÃO SOBRE O ARTIGO DE CHEIRO, REAÇÕES DO CÃO AOS PROBLEMAS, INDICAÇÕES DADAS PELO CÃO.

COMO A DOCUMENTAÇÃO PODE AJUDAR O TREINO

  • MOSTRA AS FRAQUEZAS DA DUPLA
  • MOSTRA AO TREINADOR INDICAÇÕES ESPECÍFICAS QUE O CÃO OFERECE EM CERTAS SITUAÇÕES
  • INDICA AS ÁREAS OU SITUAÇÕES QUE NÃO ESTÃO SENDO TREINADAS
  • MOSTRA QUAIS FIGURANTES ESTÃO OU NÃO SENDO USADOS

FORMAS DE MANTER REGISTROS

  • VOCÊ PODE DESENVOLVER O SEU PRÓPRIO LOG
  • DÊ UMA OLHADA NOS EXEMPLOS DISTRIBUÍDOS, UTILIZE-OS SE QUISER

 

**** SEMPRE GUARDE TODOS OS SEUS REGISTROS DE TREINAMENTO, POR TODA A VIDA DO CÃO ****

VOCÊ DEVERIA REGISTRAR TODO E CADA UM DOS SEUS EXERCÍCIOS DE TREINO

 

 

BY TERRY DAVIS - COPYRIGHT© 1999

Tradução: Ana Beatriz Albernaz

 


 

Figurantes



• DEVEM SER PESSOAS EM QUE VOCÊ CONFIA PARA SEGUIR INSTRUÇÕES

• VOCÊ DEVE EXPLICAR PARA SEUS FIGURANTES COMO O CÃO OS SEGUE

• EXPLIQUE A ELES QUE ELES VÃO AJUDÁ-LO A LER AS INDICAÇÕES DO SEU CÃO

• EXPLIQUE QUE VOCÊ NÃO PODE APRENDER A LER SEU CÃO, SE ELES NÃO SEGUEM INSTRUÇÕES OU NÃO MARCAM BEM AS TRILHAS

• EXPLIQUE QUE VOCÊ PRECISA SABER ONDE ESTÁ A TRILHA, OS PROBLEMAS ETC, PARA QUE VOCÊ POSSA VER AS INDICAÇÕES DO CÃO DO QUE ESTÁ ACONTECENDO NA TRILHA. VOCÊ NÃO CONSEGUIRÁ REGISTRAR OU ENTENDER O QUE O SEU CÃO ESTÁ TENTANDO DIZER SE VOCÊ NÃO SOUBER O QUE FOI FEITO.


*** LEMBRE-SE, ISSO É TREINAMENTO, UM PROCESSO DE APRENDIZAGEM,
VOCÊ PRECISAR SABER PARA PODER FAZER ***

 

 

BY TERRY DAVIS - COPYRIGHT© 1999

Tradução: Ana Beatriz Albernaz

 

 


 

Controle de Guia


Tamanho de guia

Há diferentes opiniões sobre qual deve ser o comprimento de guia que se deve usar. Essa determinação deve ser feita pelo próprio treinador; algumas coisas a se considerar são:
Sua guia deverá ser cumprida o suficiente para se ter uma considerável distância entre você e seu cão.
Quanto maior a distância, mais fácil é para o treinador ler o seu cão. A distância será determinada pela área trabalhada.
Costumava-se pensar que era necessário sempre manter a mesma distância entre o treinador e seu cão, mas isso não é prático.
Em um ambiente urbano, a guia precisa ser curta o suficiente para que se o seu cão estiver trabalhando na calçada e virar para ir para a rua, o tamanho da guia não permita que ele chegue onde ele possa ser atropelado por um veículo.
Na mata ou em ambiente rural, a guia pode ser bem mais longa, já que há muito mais espaço para o cão trabalhar.
Geralmente há duas correntes de pensamento para lidar com trabalhos em áreas onde você poderá ter que trilhar uma parte na cidade e uma parte em área aberta. Você poderia simplesmente usar uma guia longa (o cumprimento mais comum varia entre 15 a 25 pés) e quando você chegar à área urbana, enrolar sua guia. O problema é que a parte enrolada pode ficar enroscando nas coisas conforme você vai trabalhando e isso pode atrapalhar o cão.
Você poderia carregar duas guias, a guia longa normal e uma guia curta para trabalhar em áreas urbanas (essa guia tem geralmente entre 7 a 10 pés). Isso não é um problema para a maioria dos treinadores, já que usam calças adequadas com bolsos nas pernas ou uma mochila. Isso tornará o seu controle de guia muito mais fácil na cidade. Não há problema em trocar de guia. Você já deve ter treinado seu cão para parar na trilha e então continuar. Isso também garante uma outra guia no caso de uma quebrar enquanto você treina.

Controle de guia

Isso é realmente uma arte. Existem treinadores que naturalmente controlam bem a guia, mas infelizmente, a maioria dos treinadores são uma distração para seus cães.
Após discutir controle de guia como vários instrutores e treinadores experientes, a maioria deles entende que há certas técnicas que, se praticadas, ajudarão no sucesso da dupla.
A primeira coisa é tentar ser consistente no controle da guia.

Tensão de guia

Enquanto o cão está trabalhando, deveria haver uma tensão constante na guia. Com cães jovens e menos experientes, a consistência da tensão é muito necessária. Quando o seu cão é experiente, a mesma consistência de tensão não é tão importante. A tensão na guia, e não deixar o cachorro com uma guia frouxa, serve a vários propósitos. Primeiro, o cão tem que aprender que não tem problema ele puxar o treinador na direção que o seu nariz aponta quando ele está trabalhando no peitoral. Se há uma tensão na guia o cão não vai entender a tensão como punição. Muitos treinadores já foram vistos trabalhando seus cães com a guia frouxa (sem tensão). Enquanto trabalham assim, algo acontece que faz com que o treinador ou o cão dê um puxão na guia, nessa hora o cão vai parar, voltar para o treinador, etc. O cão entendeu esse puxão como uma correção. Isso confunde o cão, somente porque ele não aprendeu que ele pode ignorar a tensão na guia quando ele está no peitoral trabalhando uma trilha. Uma guia retesada ajudará o treinador a ler o que o cão está fazendo. O treinador pode sentir as reações do cão, especialmente a noite quando o treinador não pode ver o que está acontecendo. Uma guia retesada ajudará o cão a fazer correções na trilha. Eles serão mais precisos e ficarão mais próximos a pista. Uma guia frouxa permite que o cão possa perambular mais, o que nós não queremos. Nós vemos treinadores que trabalham seus cães rapidamente e com a guia frouxa, irem por longas distâncias antes que seu cão se dê conta e tente corrigir-se. Em muitas situações o cão pode simplesmente voltar e se corrigir, mas eles desperdiçaram tempo e esforço, e também fizeram o treinador e o observador acreditar que o sujeito foi à áreas que ele não foi na verdade. Dependendo das condições, cães trabalhados com a guia frouxa, perambularam nas mesmas trilhas por três ou quarto vezes mais distância que cães trabalhados com a guia retesada. Não esperamos que eles fiquem em cima da pista, mas é bom tê-los o maior precisão possível.

Movimento de mão na guia

Aqui é onde os treinadores realmente precisam praticar e pensar sobre o que estão fazendo. Lembre-se que você quer manter o movimento ou progresso do cão o mais suave possível. Manter a tensão na guia, como discutimos previamente, ajuda nessa prática. Você pode pensar na sua guia como um bastão ou uma vara que é impossível de dobrar. Quando começa a ficar frouxa o treinador precisa mover suas mãos na guia para manter sua tensão. Conforme o cão começa a se mover novamente deixe a guia escorregar até a distância que você quer entre você e seu cão (deixe acontecer gradualmente, com tensão) Suas mãos trabalham como o molinete de uma vara de pescar quando você está tentando manter uma certa tensão na linha. Quando o cão anda em volta de obstáculos como postes, árvores etc. Você precisa aprender a deixar uma mão na guia e a outra desenrolar, não deixando suas ações interromper os movimentos do cão. Em áreas rurais ou na mata, onde o cão pode ter mais guia, lembre-se de parar quando o cão pára e diminuir o passo quando ele diminui o passo, mantendo a mesma distancia entre você e seu cão (lembre-se da teoria do bastão). Dessa forma, você terá a mesma tensão na guia.
Essas são técnicas ajudarão você e seu cão serem um recurso mais confiável, e ajudarão você a ler melhor as ações de seu cão. Se você não está trabalhando seu cão dessa maneira, tente fazê-lo por alguns meses e veja se ajuda nos seus esforços para trilhar.


BY TERRY DAVIS - COPYRIGHT© 1999

Tradução: Ana Beatriz Albernaz


 


 

Glossário - Termos em inglês

 


Acclamation – ambientar

Scent the dog – iniciar o cão

Raft – Partícula de Decomposição Celular ( PDC )

To harness – por o peitoral

Id – identificação (pular no figurante ou no condutor)

Fresh scent – cheiro fresco

Lay a trail – marcar a trilha

Scent article – artigo de cheiro

Negative – Negativo

Vehicle pickup – veiculo que leva o figurante embora.

Pool scent - bolsão de odor

X hours old - Envelhecimento da trilha ou idade da trilha

Line-up – linha de suspeitos a serem avaliados pelo cão para identificação

Praise – premiar

Back-up – equipe de apoio

 

Grupamento de Busca e Resgate - Sul-Paulista

 

 


 

Termos que foram adotados nos treinos no Brasil.


Sistema fechado – Local e condições de treino onde todos os elementos ambientais e comportamentais estão sob controle ou consciência do treinador visando facilitar a aprendizagem do cão e do próprio treinador.

Registros – documentação de treino e trabalho (planilha de faro).

Planejamento – determinar os objetivos e condutas do treino ou trabalho.

Feedback – análise coletiva das características do treino (pós treino)

PDC – Partícula de Decomposição Celular (emanação de odor especifico)

Base Operacional – Local de referencia da equipe de treino ou de busca e resgate.

Embarque – carregar o veiculo com os equipamentos e cães.

Veiculo de fuga – veiculo que transportou o figurante ao fim da trilha.

Veiculo de apoio – veiculo de resgate da equipe e/ou vitimas.

Artigo de cheiro – objeto que contém o odor especifico.

Odor específico – odor à ser identificado, discriminado e seguido pelo cão

Leitura – observância das reações do cão

Start – iniciar o cão na trilha (voz, peitoral e artigo de cheiro)

Condutor – aquele que está conduzindo o cão em trabalho ou treino.

Figurante – elemento a ser encontrado pelo cão; o que marca a trilha.

Back-up – equipe que acompanha a dupla em trabalho (cão e condutor) dando apoio na leitura das situações além de auxilio logístico.

Line-up – grupo (em linha) de pessoas a serem avaliadas pelo cão para a identificação de um suspeito.

Trilha principal – a trilha que o cão deve seguir.

Trilha nova ou trilha velha – referente ao tempo entre a demarcação e a ação do cão.

Proa – direção seguida pela equipe.

Pista ou trilha cega – Pista totalmente desconhecida pelo treinador, deixada pelo figurante ou vitima.

Franja – A área imediata em qualquer dos lados da pista principal.

Descartar – quando o cão despreza outros odores ou outras trilhas demarcadas que não a do figurante ( contaminação ou áreas onde não são encontradas as PDCs , o mesmo que cutback)

Ângulos – variações de direção da trilha a ser percorrida.

Perna – Segmento da pista entre o começo e o primeiro ângulo ou entre ângulos subsequentes.

Obstáculo – Obstrução que interfere no faro ou na progressão o cão na trilha. Pode ser natural ou feita pelo homem .

Contaminação – odores acrescentados à trilha do figurante (processo de discriminação de odores)

Drop – Um artigo ou objeto encontrado na trilha e que contem o odor especifico.

Indicação – a mudança de comportamento do cão que mostra para o treinador uma perda do odor, um ângulo, um objeto na trilha, a aproximação de animais ou do foco de odor; identificação do sujeito alvo da busca.

Área de finalização – o entorno do foco de odor ( de tamanho variável, indicado pelo cão pela mudança de comportamento )

Finalização – encontrar o figurante / vitima e indicá-lo.

Bolsão – local de acumulo ou deposito de odores

Cone de odor – emanação de odor conduzida pelo ar

Foco ou fonte de odor – indivíduo a ser localizado e indicado

Negativo – indicação da não existência do odor específico na área

Venteio – usado como verbo ou como nome dado a modalidade de ação na qual o cão segue a trilha localizando o cheiro, deixado pelo figurante, levado pelo ar.

Rastreio – usado como verbo ou como nome dado a modalidade de ação na qual o cão segue a trilha localizando o cheiro, deixado pelo figurante, em superfícies.

Circular – comportamento do cão ao circular o condutor (como um compasso) na busca ou correção da posição da trilha em alguns locais de mudança de direção (ângulo).

Tensão de guia – manter a guia devidamente retresada

Desensibilizar – diminuir ou extinguir sensibilidades do cão ao ambiente e seus elementos ( odores, sons, luz, outros animais, equipamentos, pessoas ). É parte do processo de socialização.

Socializar – tornar sociável, calmo diante do ambiente social.

Punir – indução diante de comportamento não desejado.

Confirmar – reforçar positivamente o comportamento adotado pelo cão.

Neutro – postura de neutralidade ( voz e corpo ) visando "fisgar" certo comportamento do cão.

 

Equipamentos básicos :

Peitoral, guia longa, guia curta, colar de elo, luvas, caixa de transporte, saco plástico, gaze estério, radio comunicador, GPS, mochila de equipamentos de trilha e primeiros socorros (humanos e veterinários).

 

Grupamento de Busca e Resgate - Sul-Paulista

 

 


 

Rádio Comunicação - Código “Q”

 


ABREVIATURA -  PERGUNTA /  RESPOSTA


QRA Qual é o nome de sua estação? O nome de minha estação é ...
QRB A que distância aproximada você está de minha estação? A distância aproximada entre nossas estações é de ... milhas
QRC Que organização particular (ou administração estadual) líquida as constas de sua estação? A liquidação das contas de minha estação está sob o encargo da organização particular (ou da administração estadual) ...
QRD Aonde vai e de onde vem? Vou a ... e venho de ...
QRE A que horas pensa chegar a ... (sob estar sobre ... (lugar)? Penso chegar a ... (lugar) (ou estar sobre ...) às ... horas
QRF Esta regressando a ...(lugar)? Estou regressando a ... (lugar) ou regressar a ... (lugar)
QRG Qual é a minha freqüência exata (ou freqüência exata ... MHz) de ...? Sua freqüência exata (ou freqüência exata de ...) é ... MHz QRH Minha freqüência varia? Sua freqüência varia
QRI Como é a tonalidade de minha emissão? A tonalidade de sua emissão é: 1 - boa2 – variável 3 - ruim
QRJ Quantas chamadas radiotelefônicas você tem para despachar? Eu tenho ... chamadas radiotelefônicas para despachar
QRK Qual a clareza dos meus sinais? A clareza dos seus sinais  é: 1 ruim. - 2 pobre. - 3 razoável. - 4 boa. - 5 excelente.
QRL Você está ocupado? Estou ocupado (ou estou ocupado com ...). Favor não interferir
QRM Está sendo interferido? Sofro interferência:1 nula. - 2 moderada. 3 ligeira. - 4 severa. - 5 extrema.
QRN Está sendo perturbado por estática? Estou sendo perturbado por estática: 1 não – 2 ligeiramente – 3 moderadamente. - 4 severamente. – 5 extrema.
QRO Devo aumentar a potência do transmissor? Aumente a potência do transmissor
QRP Devo diminuir a potência do transmissor? Diminua a potência do transmissor
QRQ Devo transmitir mais depressa? Transmita mais depressa (... palavras por minuto)
QRR Está pronto para operação automática? Estou pronto para operação automática. Transmita ... palavras por minuto
QRS Devo transmitir mais devagar? Transmita mais devagar (... palavras por minuto)
QRT Devo cessar a transmissão? Cesse a transmissão
QRU Tem algo para mim? Não tenho nada para você
QRV Está preparado? Estou preparado
QRW Devo avisar a ... que você o esta chamando em ... KHz? Por favor, avise ... que o estou chamando em ... KHz (ou ... MHz)
QRX Quando me chamará novamente? Eu o chamarei novamente às ... horas, em ... KHz (ou ... MHz)
QRY Qual é minha ordem de vez. (Refere-se a comunicação)? É número ... (ou de acordo com qualquer outra indicação. (Refere-se a comunicação)
QRZ Quem está me chamando? Você esta sendo chamado por ... (em ... KHz (ou ... MHz)
QSA Qual a intensidade de meus sinais (ou dos sinais de ...)? A intensidade dos seus sinais(ou dos sinais de ...) é:1 fraca. – 2 apenas perceptível. – 3 boa. – 4 satisfatória. – 5 ótima.
QSB A intensidade de meus sinais varia? A intensidade de seus sinais varia
QSC Sua embarcação é de carga? Minha embarcação é de carga
QSD Minha manipulação está defeituosa? Sua manipulação está defeituosa
QSE Qual o deslocamento estimado da embarcação de salvamento? O deslocamento estimado da embarcação de salvamento é ... números e unidades
QSF Você realizou salvamento? Eu realizei salvamento e estou seguindo para a base com ... pessoas feridas necessitando de ambulância
QSG Devo transmitir ... telegramas de uma vez? Transmita ... telegramas de uma vez
QSH Você é capaz de retornar usando seu equipamento radiogoniométrico? Eu sou capaz de retornar usando meu equipamento radiogoniométrico
QSI NÃO CONSEGUI INTERROMPER sua transmissão ou informe o ... (indicativo de chamada que não consegui sua transmissão (em ... KHz) (ou ... MHz)
QSJ Qual a taxa a ser cobrada para ... incluindo sua taxa interna? A taxa a ser cobrada para ... incluindo minha taxa interna, é ... francos
QSK Pode ouvir-me entre seus sinais em caso afirmativo, posso interromper sua transmissão? Posso ouvi-lo entre meus sinais, pode interromper minha transmissão
QSL Pode acusar recebimento? Acuso recebimento
QSM Devo repetir o último telegrama que transmiti para você (ou algum telegrama anterior)? Repita o último telegrama que você enviou para mim (ou telegramas número(s))
QSN Escutou-me (ou ... (indicativo de chamada) em ... KHz (ou ... MHz)? Escutei (ou ... (indicativo de chamada) em ... KHz em ... MHz)
QSO Pode comunicar-se diretamente (ou por retransmissão) com ...? Posso comunicar-me diretamente (ou intermédio de ...) por intermédio de ...) com ...
QSP Quer retransmitir gratuitamente? Vou retransmitir gratuitamente a ...
QSQ Há médico a bordo (ou está ... (nome da pessoa a bordo)? Há médico a bordo(ou ... (nome da pessoa que está a bordo)
QSR Devo repetir a chamada na freqüência de chamada? Repita a chamada na freqüência de chamada não ouvi você (ou há interferência)
QSS Que freqüência de trabalho você usará? Usarei a freqüência de trabalho de ... KHz (normalmente basta indicar os três últimos algarismos da freqüência)
QSU Devo transmitir ou responder nesta freqüência ou (em ... KHz) (ou ... MHz) com emissões do tipo ...? Transmita ou responda nesta freqüência (ou em ... KHz) (ou... MHz)
QSV Devo transmitir uma série de V nesta freqüência (ou em ... KHz (ou ... MHz)? Transmita uma série de V nesta freqüência (ou em ... KHz) (ou ... MHz)
QSW Vai transmitir nesta freqüência (ou em ... KHz) (ou ... MHz) com emissões do tipo ...? Vou transmitir nesta freqüência (ou em ... MHz) com emissões do tipo ...
QSX Quer escutar a ... (indicativo(s) de chamada) em ... KHz (ou ... MHz)? Estou escutando a ... (indicativo(s) de chamada) (em ... KHz) (ou ... MHz)
QSY Devo transmitir em outra freqüência? Transmita em outra freqüência (ou ... KHz) (ou ... MHz)
QSZ Tenho que transmitir cada palavra ou grupo mais de uma vez? Transmita cada palavra ou grupo de duas vezes (ou ... vezes)
QTA Devo cancelar o telegrama número ...? Cancele o telegrama número ...
QTB Concorda com minha contagem de palavras? Eu não concordo com sua contagem de palavras vou repetir a primeira letra OU DIGITO DE CADA PALAVRA OU GRUPO:
QTC Quantos telegramas tem para transmitir? Tenho ... telegramas para você ...
QTD O que recolheu o barco ou a aeronave de salvamento? ... (identificação) recolheu:1) ... (número) sobreviventes;2) restos de naufrágios;3) ... (número) cadáveres
QTE Qual é a minha orientação verdadeira com relação a você? Sua orientação verdadeira com relação a mim é ... graus é às ... horas ou Sua orientação verdadeira com relação à ...(indicativo de chamada) era de ... graus às ... horas ou A orientação verdadeira de ...(indicativo de chamada) com relação à ...(indicativo de chamada) era de ... graus às ... horas
QTF Quer indicar a posição de minha estação de acordo com orientações radiogoniométricas que você controla? A posição de sua estação de acordo com as orientações tomadas pelas estações radiogoniométricas que eu controlo era ... latitude, ... longitude(ou qualquer outra indicação)
QTG Quer transmitir 2 traços de 10 segundos cada, seguidos de seu indicativo de chamada (repetido ... vezes) (em ... KHz) (ou ... MHz)?ou uer pedir a ... para transmitir 2 traços de 10 segundos seguidos de seu indicativo de chamada (repetido ... vezes) (em ... KHz) (ou ... MHz)? Vou transmitir 2 traços de 10 segundos cada seguidos por indicativo de chamada (repetido ... vezes) (em ... KHz) (ou...MHz)ou Pedi a ... para transmitir 2 traços de 10 segundos seguidos de seu indicativo de chamada (repetido ... vezes) (em... KHz) (ou ... MHz)
QTH Qual é sua posição em latitude e longitude ou de acordo com qualquer outra indicação? Minha posição é ... de latitude ... de longitude (ou de acordo com qualquer outra indicação)
QTI Qual é seu rumo VERDADEIRO? Meu rumo VERDADEIRO... é graus
QTJ Qual é sua velocidade (refere-se … velocidade de um navio ou aeronave com relação a água ou ar, respectivamente)? Minha velocidade é de ... nós (ou ... quilometro por hora) (ou ... milhas terrestres por hora) (indique a velocidade de um navio ou aeronave através da água ou ar respectivamente)
QTK Qual é a velocidade de sua aeronave com relação … superfície da terra? A velocidade de minha aeronave com relação … superfície da terra ‚ de ... nós ou ... quilômetros por hora ou ... milhas terrestres por hora
QTL Qual é o seu rumo VERDADEIRO? Meu rumo VERDADEIRO é ... graus
QTM Qual é seu rumo MAGNÉTICO? Meu rumo MAGNÉTICO é ... graus
QTN A que horas saiu de ... lugar? Saí de ... lugar às ... horas
QTO Já saiu da baia (ou porto)?ou Já decolou? Já saí da baía (ou porto) ou Já decolei
QTP Vai entrar na baía (porto),Vai pousar ? Vou pousar ou Vou entrar na baía (ou porto)
QTQ Pode comunicar-se com minha estação por meio de Código Internacional de Sinais? Vou comunicar com sua estação por Código Internacional de Sinais
QTR Qual é a hora certa? A hora certa é ... horas
QTS Quer transmitir seu indicativo de chamada para sintonizar ou para que sua freqüência possa ser medida agora (ou ... MHz)? Vou transmitir meu indicativo chamada para sintonizar ou para que minha freqüência possa ser medida agora (ou às ... horas) (em ... KHz) (ou ... MHz)
QTT O sinal de identificação que se segue se sobrepõe … outra emissão
QTU Qual é o horário de funcionamento de sua estação? O horário de funcionamento de minha estação é de ... às... horas
QTV Devo fazer a escuta por você na freqüência de ... KHz (ou ... MHz) (das ... às ... horas? Faça a escuta por mim na freqüência de ... KHz (ou de ... MHz) das ... às ... horas
QTW Como se encontram os sobreviventes? Os sobreviventes se encontram em ... condições e precisam urgentemente ...
QTX Quer manter sua estação aberta para nova comunicação comigo, até que eu o avise (ou até às... horas)? Vou manter minha estação aberta para nova comunicação com você, até que me avise (ou até às ... horas)
QTY Você está seguindo para o lugar do acidente?Caso afirmativo quando espera chegar? Estou seguindo para o lugar do acidente e espero chegar às ... horas (em ... data)
QTZ Você continua a busca? Continuo a busca de ... (aeronave, navio, dispositivo de salvamento, sobreviventes ou destroços)
QUA Tem notícias de ... (indicativo de chamada? Envio notícias de ... (indicativo de chamada)
QUB Pode dar-me, na seguinte ordem informação sobre: a direção em graus VERDADEIROS e velocidade do vento na superfície, visibilidade, condições meteorológicas atuais, quantidade, tipo e altura da base das nuvens sobre a superfície em ... (lugar de observação)? Envio as informações solicitadas: as unidades usadas para velocidade e distância deverão ser indicadas
QUC Qual é o número (ou outra indicação) da última mensagem que você recebeu de mim (ou de ... (indicativo de chamada da estação móvel)? O número (ou outra indicação) da última mensagem recebida de você (ou de ... (indicativo de chamada) ‚ ...
QUD Recebeu o sinal de urgência transmitido por ...? Recebi o sinal de urgência transmitido por ... às ... horas
QUE Pode usar telefonia em ... (idioma) por meio de intérprete se necessário, se possível, em quais freqüências? Posso usar a telefonia em ... (idioma) em ... KHz) (ou ... MHz)
QUF Recebeu o sinal de perigo transmitido por ... (indicativo de chamada da estação móvel)? Recebi o sinal de perigo transmitido por ... (indicativo de chamada da estação móvel) às ... horas
QUG Será forçado a pousar (amerrissar ou aterrissar)? Sou forçado a pousar (amerrissar ou aterrissar)
QUH Quer dar-me a pressão barométrica atual ao nível do mar? A pressão barométrica atual ao nível do mar é ... (unidades)
QUI Suas luzes de navegação estão acesas? Minhas luzes de navegação estão acesas
QUJ Quer indicar o rumo VERDADEIRO para chegar … você (ou ...)? O rumo VERDADEIRO para me alcançar (ou ...) é ... graus às ... horas
QUK Pode me informar a condição do mar observada em ... (lugar ou coordenadas)? O mar em ... (lugar ou coordenadas) está ...
QUL Pode informar as vagas observadas em ... (lugar ou coordenadas)? As vagas em ... (lugar ou coordenadas) são ...
QUM Posso recomeçar tráfego normal? Pode recomeçar tráfego normal
QUN Solicito às embarcações que se encontram em minhas proximidades imediatas
QUO Devo efetuar busca de:1 – aeronave 2 - navio 3 -embarcação de salvamento nas proximidades de ... latitude, ... longitude (ou de acordo com qualquer outra indicação)? Efetue busca de:1 - aeronave 2 - navio 3 - embarcação de salvamento nas proximidades de ... latitude ... longitude (ou de acordo com qualquer outra indicação)
QUP Quer indicar sua posição por meio de: 1 – refletores 2 - rastro de fumaça 3 - sinais pirotécnicos? Estou indicando minha posição por meio de: 1 - refletores2 - rastos de fumaça 3 - sinais pirotécnicos


ABREVIATURA OU SINAL - DEFINIÇÃO

AA Tudo após ... (usado depois de uma pergunta para solicitar uma repetição)
AB Tudo antes ... (usado depois de uma pergunta para solicitar uma repetição)
ADS Endereço ... (usado depois de uma pergunta para solicitar uma repetição)
— —AR Fim de transmissão (.-.-. para ser transmitido como sinal único)
— —AS Período de espera (.-... para ser transmitido como sinal único)
BK Sinal usado para interromper uma transmissão em curso
BN Tudo entre ... e ... (usado depois de uma pergunta para solicitar uma repetição)
BQ Resposta a um RQ
CFM Confirme (ou eu confirmo)
CL Estou fechando minha estação
COL Confira (ou eu confiro)
CP Chamada geral para duas ou mais estações especificadas
CQ Chamada geral para todas as estações
CS Indicativo de chamada (usado para solicitar o indicativo de chamada de outra estação)
DE "De.." (usado precedendo indicativo de chamada da estação)
DF Sua posição às ... horas era ... graus, no setor duvidoso desta estação, com um erro possível de ... graus
DO Posição duvidosa. Peça nova posição mais tarde (ou às ... horas)
E Este (ponto cardeal)
ER Aqui ...
ETA Hora estimada de chegada
ITP Contagem de pontuação
K Convite a transmitir
KHM Quilômetros por hora
KTS Milhas náuticas por hora (nós)
MIN Minuto (ou minutos)
MPH Milhas por hora
MSG Prefixo indicando uma mensagem para ou de um capitão de um navio, referente a sua operação e navegação
N Norte (ponto cardeal)
NIL Não tenho nada para você
NO Não (negativo)
NW Agora
OK Concordamos (ou está correto)
OL Carta oceânica
P Prefixo indicando um radiotelegrama privado
PBL Preâmbulo (usado depois de uma pergunta para solicitar uma repetição
R Recebido
REF Referência a ... (ou refere a ...)
RPT Repita (ou eu repito)
RQ Indicação de uma pergunta
S Sul (ponto cardeal)
SIG Assinatura (usada depois de uma pergunta para solicitar uma repetição)
SLT Carta Radiomarítima
— — —SOS Sinal de Socorro (...- - -... transmitido como sinal único)
SS Indicativo que precede o nome de uma estação de navio
SVC Prefixo indicando um telegrama de serviço
SYS Refere a seu telegrama de serviço
TFC Tráfego
TR Usado por uma estação terrestre para solicitar a posição e porto de chamada de uma estação móvel; usado também como prefixo na resposta
TTT Este grupo, quando transmitido três vezes, constitui sinal de segurança
TU Obrigado
TXT Texto (usado depois de uma pergunta para solicitar uma repetição)
— —VA Fim do trabalho ( ...-.- para ser enviado como sinal único)
W Oeste (ponto cardeal)
WA Palavra depois ...(usado depois de uma pergunta para solicitar uma repetição)
WB Palavra antes ...(usado depois de uma pergunta para solicitar uma repetição)
WD Palavra(s) ou Grupo(s)
XQ Prefixo usado para indicar uma comunicação de operação no serviço fixo
XXX Este grupo, quando transmitido três vezes, constitui sinal de urgência
YES Sim (afirmativa)


METEOROLOGIA

QUB Pode dar-me, na seguinte ordem informações sobre: a direção em graus VERDADEIROS e velocidade do vento na superfície, visibilidade, condições meteorológicas atuais, quantidade, tipo e altura da base da nuvem sobre a superfície em ... (lugar de observação)? Envio as informações solicitadas: (As unidades usadas para velocidade e distância deverão ser indicadas)
QUH Quer dar-me a pressão barométrica atual ao nível do mar? A pressão barométrica atual ao nível do mar é ... (unidades)
QUK Pode me informar a condição do mar observadas em ...
(lugar ou coordenadas)? O mar em ... (lugar ou coordenadas) está ...
QUL Pode me informar as vagas observadas em ... (lugar ou coordenadas)? As vagas em ... (lugar ou coordenadas) são ...



RADIOLOCALIZAÇÃO

QTE Qual é a minha orientação verdadeira com relação a você? Ou Qual é a minha orientação verdadeira com relação a ... indicativo de chamada? Ou Qual é a minha orientação verdadeira ... (indicativo de chamada) com relação … ...(indicativo de chamada)? Sua orientação verdadeira com relação a mim é ... graus às... horas ou Sua orientação verdadeira com relação à ... (indicativo de chamada) era de ... graus às... horas ou A orientação verdadeira de ...(indicativo de chamada) com relação a ...(indicativo de chamada) era de ... graus às ... horas
QTF Quer indicar a posição de minha estação de acordo com orientações radiogoniométricas que você controla? A posição de sua estação de acordo com as orientações tomadas pelas estações radiogoniométricas que eu controlo era ... latitude ... longitude (ou outra indicação)
QTG Quer transmitir 2 traços de 10 segundos cada, seguidos de seu indicativo de chamada (repetido ... vezes) (em ...KHz) (ou ... MHz)? Ou Quer pedir a ... para transmitir 2 traços de 10 segundos seguidos de seu indicativo de chamada (repetido ... vezes) (em ... KHz) (ou ... MHz)? Vou transmitir 2 traços de 10 segundos cada seguidos por indicativo de chamada (repetido ... vezes) (em ... KHz) (ou ... MHz) ou Pedi a ... para transmitir 2 traços de 10 segundos seguidos de seu indicativo de chamada (repetido ... vezes) (em ... KHz) (ou ... MHz)



URGÊNCIA

QUD Recebeu o sinal de urgência transmitido por ... (indicativo de chamada da estação móvel)? Recebi o sinal de urgência transmitido por ...(indicativo de chamada da estação móvel) às ... horas
QUG Será forçado a pousar (amerrissar ou aterrissar)? Sou forçado a pousar (amerrissar ou aterrissar)
QUF Recebeu o sinal de perigo transmitido por ... (indicativo de chamada da estação móvel)? Recebi o sinal de perigo transmitido por ... (indicativo de chamada da estação móvel) às ... horas
QUH Quer dar-me a pressão barométrica atual ao nível do mar? A pressão barométrica atual ao nível do mar é ... (unidades)
QUI Suas luzes de navegação estão acesas? Minhas luzes de navegação estão acesas
QUJ Quer indicar o rumo VERDADEIRO para chegar … você (ou ...)? O rumo VERDADEIRO para me alcançar (ou ...) é ... graus às ... horas
QUK Pode me informar a condição do mar observada em ... (lugar ou coordenadas)? O mar em ... (lugar ou coordenadas) está ...
QUL Pode informar as vagas observadas em ... (lugar ou coordenadas)? As vagas em... (lugar ou coordenadas) são ...
QUM Posso recomeçar tráfego normal? Pode recomeçar tráfego normal


PERIGO

QUF Recebeu o sinal de perigo transmitido por ... (indicativo de chamada da estação móvel)? Recebi o sinal de perigo transmitido por ... (indicativo de chamada da estação móvel) às ... horas
QUM Posso recomeçar tráfego normal? Pode recomeçar tráfego normal

 

BUSCA E RESGATE

QSE Qual o deslocamento estimado da embarcação de salvamento? O deslocamento estimado da embarcação de salvamento é ... números e unidades
QSF Você realizou salvamento? Eu realizei salvamento e estou seguindo para a base com ... pessoas feridas necessitando de ambulância
QTD O que recolheu o barco ou a aeronave de salvamento? ... (identificação) recolheu: 1)...(número) sobreviventes; 2) restos de naufrágios; 3) ... (número) cadáveres
QTW Como se encontram os sobreviventes? Os sobreviventes se encontram em ... condições e precisam urgentemente ...
QTY Você está seguindo para o lugar do acidente? Caso afirmativo quando espera chegar? Estou seguindo para o lugar do acidente e espero chegar às ... horas (em ... data)
QTZ Você continua a busca? Continuo a busca de ...(aeronave, navio, dispositivo de salvamento, sobreviventes ou destroços)
QUI Suas luzes de navegação estão acesas? Minhas luzes de navegação estão acesas
QUN Solicito às embarcações que se encontram em minhas proximidades imediatas (ou (nas proximidades de ... latitude, ... longitude) ou (nas proximidades de ...) favor indicar sua posição, rumo VERDADEIRO e velocidade? Minha posição rumo VERDADEIRO e velocidade são ...
QUO Devo efetuar busca de: 1 – aeronave; 2 – navio 3 - embarcação de salvamento nas proximidades de ... latitude, ... longitude (ou de acordo com qualquer outra indicação)? Efetue busca de:1 - aeronave2 - navio 3 - embarcação de salvamento nas proximidades de ... latitude, ... longitude (ou de acordo com qualquer outra indicação)
QUP Quer indicar sua posição por meio de: 1 - refletores, 2 - rastro de fumaça, 3 - sinais pirotécnicos? Estou indicando minha posição por meio de: 1 – refletores, 2 - rastos de fumaça, 3 - sinais pirotécnicos
QUQ Devo orientar meu refletor quase verticalmente para uma nuvem piscando se possível e caso aviste sua aeronave, dirigir o facho contra o vento e sobre a água (ou solo) para facilitar meu pouso pouso? Por favor, oriente seu refletor para uma nuvem, piscando se possível e, caso aviste minha aeronave, dirija seu facho contra o vento (ou solo) para facilitar seu pouso
QUR Os sobreviventes: 1- receberam equipamentos salva-vidas? 2 - foram recolhidos por embarcação de salvamento? 3 - foram encontrados por um grupo de salvamento de terra? Os sobreviventes: 1 - receberam equipamentos salva-vidas lançados por ... 2 - foram recolhidos por embarcação salvamento; 3 - foram encontrados pela unidade de salvamento de terra
QUS Você avistou sobreviventes ou destroços? Em caso afirmativo, em que posição? Avistei:1 - sobreviventes na água; 2 - sobreviventes em balsas; 3 - destroços na latitude..., longitude ... (ou de acordo com qualquer outra informação)
QUT Foi marcado o local do acidente? A posição do acidente está marcada por: 1 - baliza flamígena ou fumígena; 2 – bóia; 3 - produto corante; 4 - ...(especificar qualquer outro sinal)
QUU Devo dirigir o navio ou aeronave para minha posição? Dirija o navio ou aeronave... (indicativo de chamada):1 - para sua posição transmitindo seu indicativo de chamada em traços longos em ... KHz (ou ...MHz); 2 - transmitindo em ... KHz (ou ... MHz) o rumo VERDADEIRO para chegar … você
QUW Você está na área de busca designada como ... (nome da zona ou latitude e longitude)? Eu estou na área de busca ...(designação)
QUY Foi marcada a posição da embarcação de salvamento? A posição da embarcação de salvamento foi marcada às ... horas por:1 baliza flamígena ou fumígena; 2 bóia; 3 produto corante; 4 - ... (especificar qualquer outro sinal)

 

 

Grupamento de Busca e Resgate - Sul-Paulista

 

 


 

Alfabeto Fonético Internacional

 


Quando for necessário soletrar, em radiotelefonia, nomes próprios, abreviaturas de serviços e palavras de pronúncia duvidosa, usa-se o alfabeto fonético que se apresenta a seguir:


LETRA PALAVRA PRONÚNCIA

A – ALFA AL FA
B – BRAVO BRA VO
C – CHARLIE CHAR LI
D – DELTA DEL TA
E – ECHO E CO
F – FOXTROT FOX TROT
G – GOLF GOLF
H – HOTEL O TEL
I – INDIA IN DIA
J – JULIETT DJU LIET
K – KILO KI LO
L – LIMA LI MA
M – MIKE MAIK
N – NOVEMBER NO VEM BER
O – OSCAR OS CAR
P – PAPA PA PA
Q – QUEBEC QUE BEC
R – ROMEU RO ME O
S – SIERRA SI E RRA
T – TANGO TAN GO
U – UNIFORM IU NI FORM
V – VICTOR VIC TOR
W – WHISKEY UIS QUI
X – X-RAY EKS REY
Y – YANKKE IAN QUI
Z – ZULU ZU LU



ALGARISMO PORTUGUÊS INGLÊS

0 – ZE RO ZI RO
1 – UNO(UMA) UAN
2 – DOIS(DUAS) TU
3 – TRÊS TRI
4 – QUA TRO FO AR
5 – CIN CO FA IF
6 – MEIA SIKS
7 – SE TE SEV’N
8 – OI TO EIT
9 – NOVE NAI NA

 

 

 

.. ... .. . .. . .. .. ... . .. .. . .. .